4 melhores tratamentos para redução da gordura localizada

Para vencer a “guerra” contra a gordura localizada, o universo da beleza dispõe de um grande arsenal de técnicas modernas, que utilizam congelamento, calor, laser, ultrassom e outros métodos para reduzir as medidas. Ao contrário da lipoaspiração, esses tratamentos não são invasivos (não cirúrgicos), mas exigem algumas sessões até se alcançarem os resultados desejados.

4 tratamentos para a gordura localizada

  1. Criolipólise: esse é um dos tratamentos mais solicitados para acabar com o problema, por proporcionar resultados rápidos. A técnica consiste no congelamento das células de gordura. Submetidas a temperaturas abaixo de zero, as células adiposas não resistem e morrem, liberando a gordura na corrente sanguínea. O próprio organismo se encarrega de processar e eliminar esses resíduos de gordura. É um processo gradativo, porém eficaz. Com 1 sessão, os resultados já são visíveis. A criolipólise consegue eliminar até 25% dessa gordura a cada sessão.

 

  1. Lipocavitação: o método aplica ondas de baixa frequência que abrem cavidades nas células de gordura. Por esses furos, a gordura é drenada para o organismo, sob a forma de ácido graxo e glicerol. Com até 10 sessões, a lipocavitação alcança resultados expressivos. É um tratamento eficaz, mas não recomendável a todo tipo de pessoa. Antes de pensar em lipocavitação, é necessário fazer uma avaliação médica para saber se a técnica é a mais indicada.

 

  1. Lipolaser: na primeira sessão, o método pode eliminar até 30% de gordura localizada, porém o índice será menor nas sessões seguintes. Em média, é necessário fazer 8 sessões de lipolaser para se obterem resultados mais satisfatórios. Nesse procedimento, o laserquebras as células de gordura. O ácido graxo é processado pelo fígado e o glicerol é drenado e eliminado pelo sistema linfático.

 

  1. Vanquish: esse é outro tratamento em alta no mercado da beleza. Queima gordura localizada e reduz medidas do corpo. A técnica utiliza a radiofrequência para queimar a gordura local, sem danificar a pele. Funciona como um tipo de forno. A sessão dura 45 minutos, divididos em 3 ciclos de 15 minutos cada. O aparelho submete as células de gordura a uma temperatura média de 45º C, porém a sensação de calor na pele é menor, de cerca de 40º C, absolutamente suportável. Após 4 sessões, é possível eliminar até 40% da gordura e reduzir aproximadamente 5 cm nas medidas da área tratada.

Nem todas as pessoas podem fazer esses tratamentos. São vetados, por exemplo, a portadores de doenças cardíacas, pessoas com colesterol alto, doenças no fígado e/ou nos rins, dentre outras contraindicações. Por essa razão, esses procedimentos só devem ser realizados em clínica especializada e após avaliação médica.

Além disso, ao ficar livre de uma parte da gordura localizada, é fundamental cuidar da alimentação e praticar atividades físicas. Caso contrário, o corpo voltará a acumular gorduras. Portanto, o ideal é mudar o estilo de vida antes de iniciar qualquer tratamento estético, buscando a reeducação alimentar e criando o hábito saudável de praticar exercícios físicos regularmente. Esse preparo ajuda a obter melhores resultados, seja qual for o tratamento escolhido para eliminar essa gordura.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre o meu trabalho como dermatologista em São Paulo e Belo Horizonte.

Por: Dra. Ana Paula Coelho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *