Como funciona o preenchimento de mão

A ação do tempo recai sobre todas as pessoas, sendo que alguns aspectos influenciam mais a aceleração dessa ação, como a exposição ao sol, a má alimentação e fatores hereditários. As linhas de expressão se tornam mais marcadas, a pele fica mais fina e flácida, as manchas aumentam e o indivíduo logo procura tratamentos para desacelerar o envelhecimento facial.

Mas não é só a pele do rosto que sofre com o envelhecimento. Outras partes do corpo também fazem parte desse processo, em especial, o dorso das mãos. Geralmente surgem manchas escuras, a superfície da pele se torna mais fina e enrugada e as veias e vasos ficam mais aparentes devido a atrofia que ocorre no dorso das mãos com o passar dos anos.

O que é o preenchimento de mão

As mãos quase nunca são protegidas da exposição solar. Além disso, estão constantemente expostas à poluição, produtos químicos, agressões da natureza, como o vento, o frio e o calor, além de sofrer as modificações naturais que ocorrem com o próprio envelhecimento cutâneo. Uma das consequências desse processo é a perda de volume das mãos. Ocorre uma redução do tecido conjuntivo e da camada adiposa principalmente no dorso das mãos, cuja superfície se torna mais fina, translúcida, flácida e enrugada evidenciando os seus tendões e veias.

De nada adianta um rosto jovem e saudável com uma mão que denuncia a força do tempo no corpo. É preciso aproveitar as novidades estéticas para valorizar um membro tão essencial e que está sempre em evidência.

Um dos principais tratamentos para o embelezamento é o preenchimento das mãos. Objetiva-se  disfarçar essas imperfeições da pele e ainda recuperar o volume perdido. É um procedimento simples e que pode ser realizado no consultório do dermatologista, sem necessidade de qualquer tipo de internação ou repouso, apenas alguns cuidados e orientações são necessários para se  atingir os melhores resultados.

Como é feita a aplicação do preenchimento das mãos

Com anestesia local, o especialista faz pequenos furos na região dorsal, para que sejam introduzidas microcânulas. Elas são preenchidas por compostos à base de ácido hialurônico, uma substância já produzida pelo organismo e que perdemos com o envelhecimento cutâneo, ou compostos de hidroxiapatita de cálcio, bioestimulador que além de preencher é capaz de aumentar a produção local de colágeno.

O resultado é imediato, visualmente demonstrando as mãos mais vistosas, macias e lisas. Depois da aplicação, podem surgir pequena dor local, inchaço e hematomas, que podem ser amenizados com a colocação de gelo e analgésicos. Mas a durabilidade e a intensidade do desconforto são mínimas.

Mesmo mantendo uma boa alimentação e praticando atividades físicas regularmente, as mãos sofrem com o envelhecimento cutâneo e requerem cuidados constantes. O consumo de cigarros e bebidas alcoólicas, além do hábito de não usar  hidratantes e filtros solares nas mãos aceleram todas essas modificações.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como dermatologista em São Paulo e Belo Horizonte.

Por: Dra. Ana Paula Coelho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *