Marcas no pescoço: como evitar

Nem todo mundo lembra-se de cuidar da pele do pescoço como cuida da pele do rosto, de braços e pernas, não é mesmo? A área entre a cabeço e o colo é uma região delicada do nosso corpo, com a pele mais fina em comparação à do próprio rosto, por exemplo, e quase não possui glândulas sebáceas, o que favorece o ressecamento e, consequentemente, o surgimento de marcas no pescoço e manchas indesejadas, que esteticamente podem incomodar.

Vasinhos, manchas vermelhas, descamação, flacidez, marcas da idade e vincos são alguns dos problemas estéticos que atingem essa região. Por isso, saber da importância de cuidar também do pescoço fará com que você não tenha algumas surpresinhas desagradáveis ao se olhar no espelho.

Os movimentos repetitivos “desgastam” o pescoço

Se tem uma região no corpo que sofre com a constância de movimentos, essa região é a do pescoço. Você já parou para perceber quantas vezes você levanta e abaixa a cabeça? Quantas vezes a vira de um lado para o outro, seja andando na rua seja olhando a vitrine de lojas, conversando com os seus filhos, em casa ou em uma festa?

São incontáveis os números de movimentos que fazemos nessa região, o que ocasiona desgastes ao longo do tempo, surgindo, assim, os tão temidos vincos e rugas, pesadelos constantes nas pessoas que já ultrapassaram a casa dos 50 anos e que são bem vaidosas, não é mesmo?

Problemas com a postura e também com formas inadequadas de dormir (travesseiros muito moles ou muito duros, mais altos ou mais baixos do que o alinhamento do corpo na cama, por exemplo) e o excesso de peso também jogam para o pescoço uma sobrecarga repetitiva que, com o tempo, deixará rastros ou marcas.

O sol também surge como fator importante no surgimento de manchas ou marcas no pescoço, pois os raios invisíveis fazem bem para a pele, é verdade, mas em excesso e sem os devidos cuidados podem ocasionar problemas como manchas, escurecimento e, em casos mais graves, câncer.

E o pescoço, assim como o rosto, está num ponto mais alto do corpo e, portanto, mais exposto aos raios ultravioletas.

Como cuidar do pescoço e evitar surpresas desagradáveis?

Para evitar marcas no pescoço, você deve hidratar a região diariamente, assim como faz com o rosto, por exemplo. Deve lavá-lo adequadamente e, o principal, secá-lo após o banho, pois a região, dependendo do acúmulo de pele sobreposta, pode favorecer a umidade e o surgimento de micoses, causas muito comuns das manchas no local.

Proteja a região dos raios solares usando produtos de, no mínimo, fator de proteção 30. Se for à praia ou à piscina, reaplique o protetor a cada 2 horas, caso o sol esteja muito forte e intenso. Porém, evite-o entre as 10h e as 17h.

Caso você já tenha notado manchas ou marcas no pescoço, busque o auxílio de um dermatologista, que é o profissional mais indicado para o orientar sobre tratamentos.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como dermatologista em São Paulo e Belo Horizonte!

Por: Dra. Ana Paula Coelho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *