Para que serve o tratamento com laser de CO₂

Já está acessível a nova geração de laser para o tratamento da pele. O laser de CO₂ é uma técnica altamente eficaz  e segura para o tratamento de poros abertos, suavização de rugas, cicatrizes de acne, manchas de sol, prevenção de flacidez, melhora de cicatrizes e diminuição de estrias brancas ou vermelhas.

O tratamento propõe uma renovação do tecido, por meio da fototermólise fracionada. A técnica usa pontos ultra-aquecidos na região a ser tratada, para que a cicatrização estimulada traga um tecido novo e saudável, reduzindo as imperfeições anteriores.

Como funciona o laser de CO₂

Inovador e eficaz, o laser de CO₂ é formado pelas ondas do laser com composição de CO₂ para atingir as camadas mais profundas da pele e estimular o remodelamento de colágeno. A água presente nas células absorve o laser de CO₂, causando um superaquecimento rápido, que é capaz de vaporizar e provocar regeneração da pele. Dessa forma, a região se retrai e inicia uma reorganização do tecido vaporizado.  Esse mecanismo gera uma reação inflamatória local capaz de estimular os fibroblastos que aumentam a produção de colágeno na pele.

Esse laser promove uma ablação fracionada da epiderme, o que significa isso, algumas regiões da pele são removidas para serem substituídas por uma pele nova, enquanto outros pontos da pele são preservados o que ajuda na recuperação e reduz o índice de complicações.

Recuperação e contraindicações

A aplicação demora em média de 20 a 50 minutos, e pode ser necessária a realização de várias sessões para atingir o objetivo inicial. O dermatologista indicará o tempo ideal para realizar todo o tratamento, de acordo com o tipo de problema na pele.

Durante o procedimento, são aplicados pomadas que exercem efeito anestésico, para evitar a dor.  Pode ser feita anestesia infiltrativa ou bloqueio caso o paciente seja mais intolerante a dor.

Alguns dermatologistas também indicam o uso de produtos dermatológicos para preparar a pele dias antes do procedimento, mas não é obrigatório.

O uso do laser CO₂ é seguro e muito eficiente para atingir os objetivos pretendidos, porém a recuperação é considerada lenta, pela grande quantidade de pele lesionada intencionalmente. O período de recuperação é muito importante, já que o acesso ao sol e a substâncias químicas pode causar manchas nessa pele renovada, prejudicando todo o tratamento.

As contraindicações são para mulheres grávidas, pessoas com histórico de problemas de cicatrização – com formação de queloides e hiperpigmentação –, sensibilidade à luz – como os portadores de lúpus – , herpes em atividade, pacientes em tratamento com isotretinoína oral ou com lesão pigmentar suspeita de tumor.

Os resultados já podem ser vistos cerca de 20 a 30 dias logo após a primeira sessão, com a diminuição das linhas de expressão mais finas e dos poros abertos. Em casos de problemas mais sérios, como rugas profundas, o tempo de confirmação dos resultados pode demorar até seis meses, devido ao tempo necessário para a síntese do novo colágeno.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como dermatologista em São Paulo e Belo Horizonte.

Por: Dra. Ana Paula Coelho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *