Posso aplicar a toxina botulínica no pescoço?

A reclamação sobre a flacidez da pele do pescoço é bem comum nos consultórios médicos. Isso ocorre pela diminuição da produção de colágeno, provocada pelo envelhecimento natural. A pele mais flácida gera a famosa papada, que incomoda muita gente.

Uma alternativa para reverter essa situação é justamente a aplicação da toxina botulínica, popularmente conhecida como botox. Uma substância muito utilizada na área de estética para suavizar as marcas de expressão e rejuvenescer a pele. Pode ser aplicada em diversas áreas do corpo como rosto, mãos e também na região do pescoço.

Com o passar dos anos e a evolução das técnicas, os resultados do botox estão cada vez mais naturais e satisfatórios, rejuvenescendo e melhorando a autoestima de diversos pacientes.

Como funciona a aplicação do botox no pescoço?

Além de rejuvenescer a pele do rosto, muitos pacientes se interessam pela aplicação da toxina botulínica também no pescoço. Tudo isso para conferir um resultado mais harmônico e a sensação de rejuvenescimento por completo. Mas, como o pescoço é uma região bastante vascularizada e de grande importância anatômica, é necessário muito cuidado no procedimento.

Mesmo sendo uma técnica pouco invasiva e com duração temporária, a aplicação de botox deve ser sempre realizada por um dermatologista especializado.

Com uso de pequenas seringas e agulhas finas, o médico realiza a aplicação em pontos estratégicos que são analisados e previamente marcados. Para aliviar qualquer tipo de incômodo pelo uso das seringas, é comum a utilização de anestésicos tópicos.

É responsabilidade deste profissional identificar os pontos e a quantidade de substância necessária na aplicação para garantir que tudo funcione perfeitamente bem, pós-procedimento, sem comprimir excessivamente os músculos da região.

Em geral é um procedimento rápido, realizado no próprio consultório médico e seus efeitos aparecem já na primeira semana.

Efeito Nefertiti

Quando se fala de aplicação de botox no pescoço, a técnica mais famosa é conhecida como efeito Nefertiti. Criada pelo médico francês Phillipe Levi, essa técnica foi inspirada na aparência da antiga rainha do Egito, reconhecida como sinônimo de beleza pelos traços fortes, pescoço liso e mandíbula bem marcada.

Essa técnica foi pensada para conferir aos pacientes um pescoço lisinho e contornos de mandíbula como o dela. Para criar este efeito, a toxina botulínica é aplicada no platisma, músculo do pescoço, e também na linha da mandíbula. O objetivo da aplicação nessa região é diminuir a ação dos músculos que puxam o contorno da mandíbula para baixo, fazendo com que haja perda do contorno da região do pescoço.

A aplicação do botox no pescoço auxilia na redução da pele em excesso. Cada paciente deve ser avaliado individualmente, pois em casos de flacidez muito avançada, pode ser que este procedimento não proporcione bons resultados.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre o meu trabalho como dermatologista em São Paulo e Belo Horizonte.

Por: Dra. Ana Paula Coelho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *